Tempo em Guararema
26°
15°
tiempo.com  +info
GUIA

Alcides Torres

Um legado de amor e respeito

Certas pessoas não se atêm ao simples fato de viver. Elas vivem intensamente, aceitando o que a vida lhes apresenta e transformando tudo em momentos de aprendizado, aproveitando cada segundo, cada bênção divina, cada nova lição… Cumprindo com empenho a missão que lhes foi dada, amando o novo dia como se fosse o último… E deixando muito mais do que um nome, um número ou uma estatística no mundo. Deixa filhos, netos, um legado de amor e respeito… Uma lembrança, palavras, fotos… Que hoje são história. Assim, foi Alcides Torres!

Filho de Adriano de Moura Torres e de Izabel Torres, Alcides Torres era irmão de Henriqueta Barros e cunhado de Raul Barros (proprietários da antiga Padaria Barros, em Guararema). Jornalista renomado, trabalhou em jornais como A Gazeta Esportiva, Cidade de Santos, A Última Hora e Folha da Tarde.

Casou em 14 de janeiro de 1944 com Margarida Kmetitsch e teve três filhos: Isabel, Marina e Alcides.

Além de jornalista, Alcides Torres era um artista consumado. Seu trabalho como desenhista foi publicado em vários jornais, revistas e livros. Seus quadros e aquarelas estão distribuídos entre colegas, amigos e familiares. Um de seus quadros foi exposto na Bienal de São Paulo.

Escritor sensível e inspirado, deixou também admirável acervo de poesias! Fotógrafo reconhecido internacionalmente era um inspirado observador do mundo e das pessoas. Capturou momentos e lugares indescritíveis através de suas pinturas, fotos, quadros e poesias.

E Guararema e região foram fonte inesgotável para suas fotos, pinturas a óleo e aquarelas.

Marina de Moura Torres, uma das filhas de Alcides, vive atualmente em Miami. Lembra bem que a mãe faleceu em 1963 e deixou os filhos pequenos para o pai criar. Alcides nunca mais se casou e criou os filhos sozinho através dos tempos turbulentos da ditadura militar., mais sentidos ainda pelos jornalistas, contando com a ajuda, amor e carinho da família.

Morando em Miami, sempre que vem ao Brasil, Marina faz questão de visitar Guararema onde vê a irmã Isabel, seu marido José Luiz Quadro Barros no Sítio do Zé da Isabel e o sobrinho José Luiz Torres Quadros Barros, residente na cidade.

Marina recorda a alegria da família quando reunia-se na casa da padaria de Dona Henriqueta e Seu Raul. Lembra da alegria, dos passeios e da viagem de trem de São Paulo para Guararema. “Era tudo uma aventura, uma alegria e agora uma saudade imensa para nós que ainda estamos aqui e que continuamos a amar esta cidade que nos deu tanta felicidade e que povoa nossas lembranças”, conta Marina. E enfatiza: “Ao Tio Raul, Tia Henriqueta, Tio Adriano, Nena, vovó Isabel, minha mãe Margarida e meu pai Alcides Torres, a homenagem de sua família. À Padaria Barros, um aceno saudoso”.

 

Fotos do arquivo da família e fotos antigas de Guararema, por Alcides Torres

 

Por Valéria Campanholle Parra, jornalista MTB 32.678. Matéria publicada no Jornal Guararema 113 Anos, pela Editora D Guararema. 

 

Postada em 05 de janeiro de 2017

Comentários (0)
Comentar