Tempo em Guararema
23°
17°
tiempo.com  +info
GUIA

Lívio Macedo é convidado para divulgar música brasileira na França

Para poder representar o Brasil, Lívio necessita de doações financeiras (qualquer quantia em dinheiro) para que possa realizar a viagem e levar nossa música para o mundo.

O músico Lívio Macedo, morador de Guararema, foi convidado para participar do 4º Festival do Rio Grande do Sul de Paris. O convite partiu da Association Sol do Sul, uma entidade sem fins lucrativos, com sede na cidade de Paris, na França. O evento também não possui fins lucrativos. Cada artista participa com a doação do seu trabalho para a promoção da música brasileira. Ele acontecerá do dia 21 a 25 de setembro, em Paris, com atividades em diversos lugares durante esse período.

Para poder representar o Brasil, Lívio necessita de doações financeiras (qualquer quantia em dinheiro) para que possa realizar a viagem e levar a música brasileira para o mundo.

Filho de Romana Armando e Jaime Macedo, Lívio nos conta que a aptidão pela música veios aos 9 anos de idade quando iniciou a participação no Coro Polifônico Infantil da Rede Municipal de Ensino em Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

Várias são as suas funções dentro do campo musical: professor, compositor, arranjador e intérprete! Nas esferas da MPB, já atuou como solista em concertos para violão e orquestra. Com um disco por uma gravadora brasileira, atualmente ele prepara o lançamento de um EP por uma gravadora europeia.

Tránsito Cocomarola, Astor Piazzolla, Ramón Sixto Ríos, Luis Salinas, Renato Borghetti, Dominguinhos e outros músicos são inspiração para Lívio Macedo que passeia com maestria pela música gaúcha e latino americana.

Em 2015, Lívio Macedo recebeu um prêmio de músico revelação em Portugal. A cerimônia de entrega foi em 2016 e uma de suas músicas é tocada em rádios portuguesas. A música é um chamamé cigano e chama-se Força Cigana. “Através desses contatos”, conta Lívio, “cheguei à Organização do Festival do Rio Grande do Sul, em Paris. Assim que conheceram meu trabalho como “chamamezeiro”. O chamamé é um ritmo argentino muito acolhido no Brasil através do Rio Grande do Sul.”

Uma trajetória que solidificou sua carreira e o faz destacar-se só certifica a vida do músico: “A música é tudo na minha vida… Minha vida é para a música!” e para quem está iniciando sua carreira aconselha: “Muito estudo, dedicação e acreditar no que faz!”.

Para quem quiser contribuir com qualquer quantia para que Lívio Macedo represente o Brasil (e Guararema também!) em Paris, faça contato com Lívio pelo celular: (11) 99201-3953 ou pelo facebook: /Livio-Macedo

 

por Valéria Campanholle Parra – Jornalista – MTB 32.678 – Editora D Guararema

Fotos: Gago Fotografia

 

Postada em 11 de agosto de 2016

 

Comentários (0)
Comentar