Tempo em Guararema
32°
19°
tiempo.com  +info
GUIA

Santa Casa: uma história de amor, solidariedade e gratidão

A origem da Santa Casa de Guararema e da Festa do Capitão

a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a é acolhedora e esse acolhimento vem de seus habitantes. Talvez do amor e orgulho que sentem pela cidade. Todos nós, em alguns momentos da vida, precisamos de cuidados especiais com a saúde e, quando somos assistidos, cuidados, raramente esquecemos quem nos ajudou. E gratidão é uma virtude.

Sem dúvida, José Maria Botelho Egas é um dos personagens da história de a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a que jamais será esquecido. Médico, dedicado, atendeu aos doentes da cidade, com muitos sacrifícios, em sua própria casa. A certo ponto de sua vida, foi eleito prefeito de a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a e, contando com a ajuda de outros moradores de a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a, inaugurou a Santa Casa de Misericórdia de a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a, em 19 de março de 1933.

A Santa Casa foi instalada em um prédio simples que ficava na Rua Major José Freire, atrás da Igreja Matriz. Na ocasião, recebeu o nome de Hospital Santa Isabel.

Segundo o pesquisador e memorialista, João Augusto da Silva: “De 24 de junho a 02 de julho de 1933 foi realizada a primeira quermesse e primeira Festa de Santa Isabel em prol da Santa Casa onde foi servido um afogado pelo zelador José dos Santos e Dona Matilde. Durante a festa ocorreram um baile e várias apresentações artísticas entre elas, Moçambique, uma peça de teatro de Artur de Azevedo apresentada pelo grêmio guararemense, Banda Santa Terezinha sob a regência do Maestro Eugênio Vianna de Assis e até a eleição da primeira rainha da quermesse: Yolanda Arouca Ramalho. O Prefeito Ivan Brasil compareceu a este evento entre outras autoridades”.

José Benedito dos Santos, conhecido carinhosamente como Nhô Zé da Santa Casa, foi uma pessoa que auxiliou bastante na fundação e funcionamento da Santa Casa de a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a. Ele faleceu no dia 27 de setembro de 1933.

Em 1936, candidato a Deputado Federal pelo Partido Constitucionalista, Dr. José Maria Botelho Egas venceu e deixou o cargo de Prefeito de a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a. Porém, três meses após, o Presidente Getúlio Vargas dissolveu o Congresso Nacional e o Dr. Botelho Egas voltou para a href=http://guararematem.com.br/ target=_blankGuararema/a.

Com quatro anos de funcionamento, a Santa Casa tornara-se pequena e o grande sonho do Dr. Botelho Egas era um prédio maior, com mais recursos. João Augusto da Silva conta que foi resolvida a compra de um terreno e depois receberam a doação de mais um pedaço de Benedito Franco Carvalho. Foram feitos os preparativos para a construção. A planta foi feita pelo “Serviço de Medicina do Estado de São Paulo”. Era 1941.

No dia 24 de agosto de 1940 morre um dos fundadores da Santa Casa: Prof. Raul Brasil. Na Assembleia Geral de 15 de setembro de 1940, o conselho administrativo faz uma homenagem póstuma. Mas Deus, quando tira com uma mão, dá com a outra. Na mesma Assembleia foi feita uma eleição do Conselho Administrativo, onde é eleita pela primeira vez, uma pessoa que ficaria na história da Santa Casa: Capitão Alberto de Aguiar Weissohn.

Em Outubro de 1941 morre o devotado médico Dr. José Maria Botelho Egas sem ver a nova Santa Casa pronta, a sua Santa Casa…

Em Assembleia Geral, no dia 08 de outubro 1941 foi aprovado o nome do sucessor do Dr. José Maria Botelho Egas. O eleito foi Dr. Brasilio Marcondes Machado.

Com a morte do Dr. Egas, foi então proposta pelo Prefeito Municipal Francisco Leite Sobrinho que se fizesse em frente da sua residência uma praça que levaria seu nome. Também foi proposta a compra de sua residência para que a Santa Casa já fosse logo funcionar em prédio maior. E assim foram montadas comissões para angariar fundos para a compra.

O Capitão trabalhava dia e noite em prol da Santa Casa. Foram rifas, bailes, jogos e a quermesse que ficou conhecida como a Festa do Capitão.

Nessa época, o Capitão Alberto, ou somente Capitão para todos, tornava-se a vida da Santa Casa.

nbsp;

Foto 01: primeiro prédio da Santa Casa

Foto 02: prédio da Santa Casa reformado e ampliado

Foto 03: à esquerda, Dr. Botelho Egas e à direita Capitão Alberto

nbsp;

emFonte: Jornal Guararema 111 anos, publicado em Setembro de 2010 pela Editora D Guararema/em

emJornalista Responsável: Valéria Campanholle Parra – MTB 32.678/em

emColaboração do pesquisador e memorialista João Augusto da Silva/em

nbsp;

emPostada em 27 de setembro de 2016/em

Comentários (0)
Comentar